Viagra – Remédio para disfunção erétil

Como tomar o remédio, possui efeitos colaterais, contraindicações e o modo correto de tomar.

Segundo a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o Viagra é um dos medicamentos mais falsificados por Brasil.

No Brasil a venda do Viagra nas farmácias se faz necessário a apresentação da receita médica, embora seja possível comprar o remédio sem prescrição médica, já que a farmácia não obrigatoriedade de reter a receita dada pelo médico.

Segundo a ANVISA, o Viagra é um dos remédios para a impotência sexual mais falsificados no Brasil.

O citrato de sildenafila ou sildenafila no Brasil é comercializado com o nome comercial de Viagra (medicamento produzido pelo laboratório farmacêutico Pfizer), este medicamento para a disfunção erétil é consumido por homens que sofrem de falta de desejo sexual e dificuldade em manter a ereção, uma vez que, reduz as chances de manter uma relação sexual satisfatória, por isso esse remédio para disfunção erétil é tão procurado pelos homens.

Mas como qualquer outro medicamento para disfunção erétil, o Viagra possui efeitos colaterais e contraindicações. Saiba tudo sobre esse remédio para impotência sexual.

1 – Como funciona o viagra?

Para que a ereção do homem aconteça é necessário que haja o aumento do fluxo sanguíneo até a região do pênis e seus vasos cavernosos sejam preenchidos de sangue com a finalidade de que exista a ereção, neste caso o sildenafil, o ativo do Viagra é o responsável por esse bombeamento sanguíneo. Este mesmo ativo a sildenafila é também utilizado, com o propósito de combater a hipertensão pulmonar em alguns casos.

 Segundo a NHS o Serviço Nacional do Reino Unido, cerca de 66% dos homens relatam que o Viagra funciona provocando a ereção e combatendo a disfunção erétil. Os homens pesquisados informam que o remédio para disfunção erétil leva de 30 a 60 minutos para fazer o efeito desejado. Na bula do Viagra 50mg o remédio deve ser tomado uma hora antes da relação sexual.  O consumo pode ser feito através do Viagra 100mg, 50mg ou 25mg, de acordo com a Pfizer o consumo máximo diário é de 100mg.

Entretanto, utilizar um remédio para disfunção erétil não é garantia de sucesso, se faz necessário um estímulo sexual para que o Viagra faça efeito, já que uma das causas da disfunção erétil está ligada ao psicológico do homem no momento da relação sexual.

2 – Quem pode tomar o viagra?

O uso é de uso exclusivo para homens com mais de 18 anos e possuem impotência sexual. Este remédio para disfunção erétil não deve ser indicado em nenhuma hipótese para mulheres.

Viagra efeitos colaterais: os efeitos mais comuns são dores de cabeça, tontura, bem como, ondas de calor. O Viagra não é indicado para homens que apresentem:

  • -Doenças do fígado;
  • -Doenças do coração;
  • -Pessoas que sofreram derrame ou AVC (Acidente Vascular Cerebral);
  • -Homens com pressão baixa;
  • -Homens com retinite pigmentosa;
  • -Estejam utilizando de remédios que contenham óxido nítrico, nitratos, bem como, nitritos;
  • -Doenças como úlceras;
  • -Hemofilia;
  • -Leucemia;
  • -Anemia Falciforme;

Vale ressaltar que antes de utilizar o Viagra é necessário, acima de tudo, consultar um médico.

3 – Viagra é perigoso?

O uso pode ser perigoso caso você esteja fazendo algum tratamento com medicamentos que tenham nitratos, pois pode afetar a pressão arterial.

Deve suspender o uso:

  • -Ao sentir dores no peito;
  • -Ter ereções prolongadas por mais de 4 horas;
  • -Perda da visão;
  • -Reação alérgica na pele;
  • -Febre;
  • -Sofra convulsão;

4 – Existem outros estimulantes sexuais para a disfunção erétil ou impotência sexual?

Existem remédios para a disfunção erétil similares ao Viagra, o Cialis, bem como, o Tadafalifa, também são indicados para a impotência sexual masculina. Eles também agem como vasodilatadores estimulando, com o intuito de, promover o aumento do fluxo sanguíneo na região do pênis.

Antes de sair usando o Viagra ou o Cialis é importante consultar o seu médico ou procurar por um outro estimulante sexual que seja natural e sem contraindicações, suplementos à base de niacina, piridoxina, zinco, magnésio e vitamina D, afinal, são alternativas para uma melhora no aumento da libido, desejo sexual e ereção.

2 artigos complementares para: “Viagra – Remédio para disfunção erétil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *